vaias

Que o “Fora Temer” está consolidado, não tenho dúvidas.

Que é irreversível, também não.

“Diretas Já” me preocupa.

No momento que a mídia torna público as vaias recebidas, em Brasília e no RJ, no momento que dão destaque, passo a sentir um cheiro de fritura no ar.

Fritura indigesta pela qualidade do óleo.

Nunca acreditei em boas intenções vindas da direita. Principalmente da mídia.

Não acredito agora.

Eleições agora, mesmo que em todos os níveis, tem cheiro de “golpe no golpe”. E o pior, com o aval das urnas.

Aval que o resto do mundo aguarda para dar seu “OK”.

E que não deu à Temer.

Analisar o momento é preciso.

Quem seria o candidato da esquerda? Quem permitiriam que fosse.

Vale lembrar que o Ministro Gilmar Mendes preside o TSE. E, não é nada imparcial, para ser ameno.

Deixariam Lula se candidatar?

Certeza que não.

A massa não está mobilizada, ainda. Mobilizados estão os de sempre e, parte da classe média mais esclarecida, que já percebeu o tamanho do buraco em que se meteu. Nada que garanta uma eleição limpa.

Até que ponto o movimento “Diretas Já” está comprometido com os interesses da direita? Do “golpe no golpe”?

Enquanto permanecer a parcialidade da mídia, nada é.

Pode ser.

Olhar as entrelinhas, aprender com o passado, pensar antes de falar e fazer.

Os tempos não são normais.

Há que se ter cautela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s